5 dicas para aumentar a concentração dos seus filhos nos estudos - Colégio Canópus Caraguatatuba

Para obter um bom desempenho em provas e atividades que valem pontos, o pensamento unanime de todo aluno é: estudar, estudar e estudar.

Revisar conteúdos e reexecutar exercícios são maneiras conhecidas e comprovadas de fixar o conteúdo aprendido na classe e se preparar para uma prova importante.

Mas porque muitos estudantes encontram dificuldades em obter boas notas, mesmo depois de muitas horas de estudo?

Apesar da preocupação de muitos pais, isso pode não estar relacionado a capacidade e facilidade de aprendizado de seus filhos, e sim a um motivo muito mais simples: A falta de concentração.

Seja por preocupações externas ao colégio, inseguranças em relação ao conteúdo da matéria, ou até mesmo o cansaço comum do dia a dia, todo estudante está sujeito a distrações enquanto realiza uma tarefa importante.

Mas não se preocupe: existem maneiras de trabalhar essa falta de concentração e resolver (ou ao menos melhorar) o problema.

Confira 5 dicas para ajudar seu filho a se concentrar melhor na hora de estudar:

1 – Utilize material impresso

O ato de escrever a mão ou usar material impresso pode até parecer ultrapassado em uma geração dominada pela tecnologia, mas estudos mostram que essas abordagens possuem benefícios científicos reais na hora de se concentrar, portanto sugira ao seu filho que comece a aplica-las.

Um professor de psicologia da Universidade de Leicester descobriu que ao consultar material impresso ou escrito, os alunos precisavam de menos repetição para aprender quando comparado a uma tela de computador, notebook ou tablet.

Além de tudo, utilizar esses dispositivos abre precedentes para se distrair com as outras funções que eles oferecem.

Deixe claro que ele(a) ainda poderá utilizar o computador durante o processo de montagem do material, ou para tirar possíveis duvidas em relação a determinada matéria, mas a partir do momento em que o estudo começar, o foco é no papel!

2 – Faça um cronograma

Organização é um fator imprescindível para manter o foco em uma sessão de estudos, e não há maneira melhor de se organizar do que seguindo um cronograma.

Faça uma analise de todas as atividades do seu filho, e juntos, estipulem os melhores horários para realizar exercícios e revisar matérias.

Depois de estabelecidos, é importante garantir que esses horários estão sendo cumpridos a risca, e realizar pequenos ajustes com base na observação.

Se você perceber que o rendimento do seu filho(a) é menor após o horário do almoço, basta modificar o cronograma e atrasar o inicio das atividades em algumas horas.

Também é importante determinar um tempo de descanso para que o desgaste seja menor, por exemplo:

A cada 1h30 estudada, você permite uma hora de descanso antes da retomada das atividades, ou também pode planejar intervalos de descanso menores, porém mais frequentes.

Falaremos mais sobre descanso na ultima dica desse artigo, mas tudo vai depender de a rotina do seu filho funciona e em como você pode torna-la mais eficiente.

3 – Evite interferências

Pode parecer obvio, mas ter um celular constantemente tocando, televisão ligada, e musica alta ao lado não são costumes que favorecem a concentração.

Portanto é bom garantir que seu filho estude sem interferências externas para aproveitar ao máximo a sessão de estudo.

Você não precisa obriga-lo a desligar o celular, mas deixa-lo no silencioso já é uma solução que pode evitar possíveis distrações sonoras.

Caso ele esteja estudando com ajuda do computador, tablet, ou notebook, sugira que as redes sociais ou outras aplicações que podem causar distração sejam fechadas.

Se desligar do mundo virtual pode parecer uma tarefa difícil no inicio, mas com o tempo até mesmo o aluno será capaz de perceber os benefícios desta pratica.

E quando falamos de evitar interferências, isso também inclui os pais, o que nos leva a próxima dica…

4 – Privacidade

Por mais que seja tentador querer acompanhar de perto os estudos do seu filho, mesmo que em silencio, a melhor opção continua sendo a total privacidade.

Ter uma pessoa constantemente observando já é distração suficiente para diminuir a produtividade e concentração.

Um local vazio, organizado e silencioso é o ambiente ideal para uma boa sessão de estudos, e essa máxima também vale para quando surgirem oportunidades para estudar em grupo.

Explique que apesar da importância do aprendizado compartilhado, conversas paralelas e distrações são mais comuns nesse tipo de ambiente.

Isso não significa que o seu filho não deve comparecer a nenhum grupo de estudo, mas deixe claro que em uma prova importante ou que exija mais dedicação, estudar sozinho e seguir um cronograma pessoal pode ser a opção que trará os melhores resultados.

5 – Descanso é essencial

Ouvir histórias de quem estudou 12 horas por dia e finalmente alcançou o objetivo desejado é realmente ótimo para propósitos motivacionais, mas lembre-se: o que funciona para outras pessoas, pode não ser o que funciona para o seu filho(a).

Cada pessoa possui seu próprio limite de esforço mental, portanto é essencial que um tempo de descanso seja sempre determinado.

Se até um adulto com maior capacidade de planejamento pode ser vencido pelo cansaço, porque o mesmo não aconteceria com uma criança/adolescente?

Estudar por muitas horas seguidas sem nenhum tipo de descanso aumenta o desinteresse e diminui a capacidade de concentração, portanto tenha horários de intervalo pré determinados para que seu filho evite a fadiga mental e ganhe em produtividade.

Tem alguma dica que você usa e não encontrou aqui? Compartilhe com a gente nos comentários 😉

Achou útil? Então compartilhe!

Publicações Relacionadas